segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Feriadão tem pelo menos sete mortes por afogamento no RS


Banhistas se arriscam em local impróprio no Guaíba
Foto:Danilo Dias da Cunha, Especial


Óbitos ocorreram em rios e lagos em diferentes regiões do Estado


Pelo menos sete pessoas morreram afogadas neste feriadão de Finados. Todas as vítimas morreram em rios ou lagos, em locais sem a presença de salva-vidas.

A morte mais recente foi confirmada no interior de Vera Cruz, Vale do Rio Pardo. Os bombeiros-mergulhadores localizaram o corpo de Cristiano dos Santos Lopes, 21 anos, preso a galhos no Rio Pardinho. Eles se banhava com amigos na tarde de domingo quando desapareceu.

No sábado, por volta das 16h50min, Cleberson William Guterres, de 11 anos, tomava banho com outras crianças no rio Rolante, no bairro Rio Branco, em Rolante, quando atingiu um local mais fundo e não conseguiu sair do rio. O corpo foi retirado da água no mesmo dia.

Uma adolescente que tomava banho com amigos na tarde de domingo morreu afogada, na região central do Estado. Alana Orguin, 13 anos, estava em um rio no limite dos municípios de São Pedro e Dilermando de Aguiar. Quando os bombeiros chegaram, encontraram o corpo submerso no Ibicuí.

Um jovem morreu afogado ontem em Muçum, no Vale do Taquari. O corpo de Paulo Sérgio Padilha da Silva, de 22 anos, estava no rio Guaporé, às margens da RS-129.

Também no domingo, Herick Pereira de Morais, de sete anos, morreu afogado em Bom Princípio, numa área junto ao Rio Caí. Em Caxias do Sul, bombeiros resgataram o corpo de uma adolescente que morreu afogada no sábado. Josiane Batista Machado, de 13 anos, estava em açude de propriedade particular.

No sul do Estado, foi encontrado o corpo de Sidnei Caetano Mena, de 50 anos, que morreu no Rio Camaquã, no município de Cristal.

Na foto, o leitor de Zerohora.com Danilo Dias da Cunha registrou crianças se arriscando nas águas do Guaíba no bairro Ipanema, em frente a placa que adverte para o perigo. A imagem foi feita por volta das 18h de domingo.

ZEROHORA.COM
Com as altas temperaturas as pessoas tendem a se arriscar em locais proibidos e de difícil acesso gerando esse número absurdo de mortes .Vamos cuidar principalmente das crianças que são as principais vítimas .



Um comentário:

New disse...

Oiêeee!
Impressionante, não? Como somos irresponsáveis. Uma pena.

Beijos e boa semana.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...